James e o pêssego gigante

Os pais do James Henry Trotter são tragicamente devorados por um rinoceronte e ele é obrigado a ir viver com as suas tias horríveis.
A vida em casa da tia Sponge e da tia Spiker não é nada agradável, até ao dia em que o James recebe uns pequenos cristais mágicos e coisas invulgares acontecem.
No topo do velho pessegueiro, nasce um pêssego que cresce tanto até ficar do tamanho de uma casa. Lá dentro, o James conhece a Centopeia, a Minhoca, o Bicho-da-Seda, o Pirilampo, o Velho-Gafanhoto-Verde e a Joaninha e, quando o pêssego cai e rebola para longe, uma grande aventura começa!

Assim reza a narrativa de James e o pêssego gigante, de Roald Dahl, autor britânico de referência no mundo da literatura infantil, responsável por mais de 40 títulos editados em várias línguas.
É um dos escritores mais vendidos em todo o mundo.

Segue o conselho de uma colega tua do AEAMC e torna-te amigo deste grupo interessante!
Boas leituras!

A incrível fuga do meu avô, de David Walliams

Do Plano Nacional de Leitura, recomendado para o 6.º ano de escolaridade, e para todos os outros, A incrível fuga do meu avô, de David Walliams, é “um dos livros de maior sucesso da atualidade”, segundo a crítica. “A não perder!”, dizem alguns.

Levantamos a pontinha do véu:
Há muitos, muitos anos, o avô Bandeira foi um ás dos céus e herói de guerra. Mas quando começa a confundir a idade que tem e o tempo em que vive, é enviado para um lar.
A única pessoa capaz de o compreender é Jack, o neto. Juntos, embarcarão na maior aventura das suas vidas e planearão a mais ousada das fugas!Levanta voo com eles e vai à aventura, também! Boas leituras!

Cabaz de Natal

Os Serviços Técnico-Pedagógicos, como apoio da Direção o Agrupamento, realizaram a atividade “Cabaz de Natal”. Com o objetivo de minimizar a pobreza e exclusão social através do apoio alimentar, pretende diminuir as situações de vulnerabilidade que colocam em risco a integração dos agregados familiares mais frágeis, desenvolvendo assim uma proximidade com as pessoas envolvidas.

público-alvo desta iniciativa foram as famílias com maior vulnerabilidade socioeconómica da nossa comunidade educativa. No total foram distribuídos 30 cabazes. A todos muito obrigado pela colaboração!

Água: conhecer e entender para preservar

As turmas do 3.º Ciclo, na disciplina de Português, levaram a cabo uma série de apresentações, no âmbito da Expressão Oral, Domínio contemplado nos Critérios de Avaliação da disciplina.Durante as aulas de dezembro, os alunos das turmas do 3.º ciclo, na disciplina de Português, apresentaram, oralmente e em contexto de sala de aula, um texto subordinado ao tema da Água (tema aglutinador do PNA – Plano Nacional das Artes, do AEAMC).“Água: conhecer e entender para preservar” serviu de mote para vários tópicos. Propostos pelas docentes da disciplina, procuravam respostas à importância que a água tem para os seres vivos; o que é e como ocorre o ciclo da água; que atividades humanas necessitam da água para acontecerem; se fizermos mau uso da água, o que achas que pode acontecer; a água no séc XXI : problemas versus soluções. Subdivididos que estavam, a cada aluno calhou um, em sorteio. Cada discente dispunha de cerca de 3 minutos para expor o seu trabalho e/ou defender o seu ponto de vista. Todos tiveram o seu tempo de antena e, com mais ou menos eloquência, defenderam as suas ideias e partilharam-nas com  os colegas.As ilustrações são da aluna Maria de Fátima Silva, n.° 16, do 9.° D.

Atividades AAAF/CAF – natal

No âmbito da programação das Atividades de Animação e Apoio à Família da Educação Pré-escolar e Componente de Apoio à Família do 1.º Ciclo, nomeadamente na interrupção letiva de dezembro, a Câmara Municipal irá dinamizar atividades que promovam o desenvolvimento da imaginação, da criatividade, da socialização, da troca de experiências, bem como o desenvolvimento cognitivo e afetivo através do desporto e da arte.  

Assim, está prevista no âmbito das CAF e AAAF,  a dinamização de, pelo menos uma atividade nas escolas do nosso Agrupamento de Escolas, conforme calendarização que disponibilizamos.

Documento em versão pdf – acedam aqui

“Água: conhecer e entender para preservar”

As turmas do 3.º Ciclo, na disciplina de Português, levaram a cabo uma série de apresentações, no âmbito da Expressão Oral, Domínio contemplado nos Critérios de Avaliação da disciplina. Durante as aulas de dezembro, os alunos das turmas do 3.º ciclo, na disciplina de Português, apresentaram, oralmente e em contexto de sala de aula, um texto subordinado ao tema da Água (tema aglutinador do PNA – Plano Nacional das Artes, do AEAMC).“Água: conhecer e entender para preservar” serviu de mote para vários tópicos. Propostos pelas docentes da disciplina, procuravam respostas à importância que a água tem para os seres vivos; o que é e como ocorre o ciclo da água; que atividades humanas necessitam da água para acontecerem; se fizermos mau uso da água, o que achas que pode acontecer; a água no séc XXI : problemas versus soluções. Subdivididos que estavam, a cada aluno calhou um, em sorteio. Cada discente dispunha de cerca de 3 minutos para expor o seu trabalho e/ou defender o seu ponto de vista. Todos tiveram o seu tempo de antena e, com mais ou menos eloquência, defenderam as suas ideias e partilharam-nas com  os colegas.
Ninguém meteu água!
Parabéns pelo bom trabalho, turmas!

Sensibilização para as IST’s e formas de prevenção

O Projeto de Educação Para a Saúde e a Equipa de Saúde Escolar, na pessoa da Enfermeira Marta Araújo, desenvolveram junto dos alunos do 9.º ano uma sessão de sensibilização sobre as infeções sexualmente transmissíveis (IST’s) e colocação correta do preservativo. Esta sessão ocorreu integrada na comemoração do Dia Mundial da Luta Contra a SIDA, que decorreu no dia 1 de dezembro de 2022. Os alunos tiveram oportunidade de colocar as suas dúvidas sobre os variados temas.

A Perda

Aproxima-se um feriado.
E, logo mais, um fim de semana…
A pedir uma chávena com leite, chá ou chocolate bem quentinho.
E que tal um sofá e um livro?
(psss!! esquece a televisão!)
E que tal a sugestão de uma das nossas “consultoras” do AEAMC, a Soraya Neves, do 8º C?

Sobre o livro:
Andreia enfrenta o sentimento de perda e revive todos os dias a esperança de voltar atrás.Durante muito tempo, recusa-se a aceitar o que lhe aconteceu e mergulha numa loucura sem retorno.
Um dia, ao deitar-se e adormecer, Andreia consegue voltar à sua vida passada e trazer o seu amor de volta, mas com o passar do tempo deixa de perceber a diferença entre o sonho e a realidade.
A única coisa que ela sabe é que lhe está a ser dada uma última oportunidade de se redimir… o que deixou por dizer deixou muitas feridas por sarar!

Sobre a escritora:

Lúcia Julião nasceu em 1973 e começou a escrever histórias aos 8 anos.
Com 12 anos, queria ser veterinária. Aos 18 anos sonhava estudar Psicologia.
Todos os sonhos que tinha acabaram por ficar para trás. Andou muito tempo à deriva sem saber o que realmente a encantava.
O verdadeiro interesse pela leitura surgiu em 2012 e, com ele, reacendeu-se o gosto por contar histórias.
A autora espera que os seus livros nos sirvam de inspiração para que nunca deixemos nada por dizer.